jusbrasil.com.br
7 de Agosto de 2022
  • 2º Grau
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região TRT-20: XXXXX-84.2015.5.20.0011

Detalhes da Jurisprudência

Processo

Publicação

Relator

MARIA DAS GRACAS MONTEIRO MELO
Entre no Jusbrasil para imprimir o conteúdo do Jusbrasil

Acesse: https://www.jusbrasil.com.br/cadastro

Ementa

INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS - ACIDENTE DE TRABALHO - PERDA DE FALANGE DISTAL DO DEDO INDICADOR DA MÃO ESQUERDA - CULPA EXCLUSIVA DA VÍTIMA NÃO PROVADA - VERBA DEVIDA - MANUTENÇÃO DA SENTENÇA.

Não tendo sido apresentado prova de que o acidente de trabalho que acarretou a perda da falange distal do dedo indicador da mão esquerda do autor foi causado por sua culpa exclusiva, é devida indenização por danos morais, nela incluída o dano estético, por ter a reclamada negligenciado as normas de segurança e saúde do trabalho. Sentença que se mantém.
Disponível em: https://trt-20.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/675049980/6848420155200011

Informações relacionadas

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região
Jurisprudênciahá 9 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região TRT-20: XXXXX-29.2011.5.20.0003

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região TRT-20: XXXXX-58.2016.5.20.0012

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região
Jurisprudênciahá 4 anos

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região TRT-1 - Recurso Ordinário: RO XXXXX20115010263 RJ

Tribunal Superior do Trabalho
Jurisprudênciahá 3 anos

Tribunal Superior do Trabalho TST - RECURSO DE REVISTA: RR XXXXX-57.2015.5.02.0319

Guilherme Nascimento Neto, Advogado
Modeloshá 11 meses

[Modelo] Contestação Trabalhista: acidente de trabalho; indenização por danos estéticos